Páginas

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Natal

Passeando por um shopping ela conversou com o Papai Noel. Depois fomos a outro shopping e lá estava outro Papai Noel, sozinho com seus dois ajudantes, paramos em frente e olhamos:
- Quer falar como papai Noel?
- Não, não, já falei com ele lá no outro shopping.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Domingo hoje e sempre

Durante o almoço, nós quatro sentados à mesa nos deliciando com a comidinha preparada com muito amor pelo papai:
- Será que todo dia pode ser domingo? Eu gosto que 'seje' assim, todo mundo junto em casa, todo dia.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Na feira

Paramos em uma barraquinha do BsB Mix, muitos lacinhos de cabelo, enfeites, um sonho para as meninas, em meio a todos aqueles brilhos e cores:
- Olha, este aqui está especialmente lindo! Vou levar este aqui!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Selinho

Gente o Clarice Fala recebeu um selinho da Dani, adorei! Nunca tinha recebido um desses, achei super legal... eu colo o selinho aqui e depois respondo um pequeno questionário e envio o selinho para cinco blogs que gosto.


Barzinho ou balada?
Barzinho. Sentar com amigos e poder conversar, muito bom.

Beijo na boca ou abraço?
Os dois, depende do momento.

Café ou Coca-cola?
Café com leite, no dejejum.

Limonada ou caipirinha?
Limonada, bem geladinha.

Salto alto ou rasteirinha?
Geralmente rasteirinha (sapatilhas, chinelos não são meu forte), mas o salto alto tem seus momentos especiais.

Batom ou Rímel?
Rímel.

Frango ou peixe?
Peixe.

Saia ou calça jeans?
Os dois, mas no calor desses dias saia vai sempre bem.

Cinema ou praia?
Que pergunta cruel, mas como estou em pleno planalto central, cinema.

Livro ou TV?
Livro sempre, mas sempre me permito uma horinha de tv para esvaziar minha cabeça.

Menina ou mulher?
Depende da hora.

E o selinho vai para:
Renata e suas delícias culinárias
a adorável e amada Kaká
a super mãe Lilis
a sempre genial MiT
e para a querida Nanita

terça-feira, 23 de novembro de 2010

O fim da infância

Esta é uma do Doca, filho da Dona Solange, quando tinha 11 anos. Adorei que o Clarice Fala despertou boas lembranças, Dona Solange me contou algumas no aniversário do Tito, mas essa aqui ela publicou naquele blog Frases de Crianças, eu fiquei com inveja e vou colocar aqui também, no marcador Outras Falas, dedicado especialmente para outras crianças.
 
"Depois que acabava de fazer as tarefas da escola, o Eduardo descia para jogar futebol com os amigos no parque. Um dia, ao voltar, imundo, suado e com aquele cheirinho debaixo do braço, se jogou em cima da minha cama para ver TV. Então eu disse:
- Filho, vai tomar um banho. E depois do banho, passa o desodorante do papai debaixo dos braços.
E ele respondeu:
- Ah, não mãe! Lá se foi minha infância!"



segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Chamado da madrugada

Lourenço acordou de madrugada resmungando, fui ver o que era e ele começou a chamar...
- Vovó, vovó...
- Essa hora só tem a mamãe, meu amor.
Ele se virou e dormiu de novo.

domingo, 21 de novembro de 2010

No restaurante

- Eu vou querer sashimi de peixe rosa*, de peixe vermelho* e de polvo.
A moça diz que não tem sashimi de polvo.
- Tá bom, então vamos naquele restaurante vermelho que lá tem.
A moça chamou o sushiman, ela repetiu o pedido e foi atendida. O sushiman voltou à mesa e comentou que nunca vira uma criança tão pequena comer tantas peças sashimi.
- É que eu sou uma criança japonesa, olha aqui. E puxou os olhinhos com os dedos.

* Peixe rosa é salmão e vermelho é atum.

Arrumar para quê?

Essa eu lembrei enquanto escrevia o post anterior. Clarice não tinha dois anos, fui visitar minha amiga Camila e veio sua filha Isadora, três ou quatro anos na época:
- Não sei porque minha mãe mandou eu arrumar o quarto para receber a Clarice, ela fez a maior bagunça e eu vou ter que arrumar tudo de novo!

Emprestando os brinquedos

Arrumando os brinquedos depois da visita do amiguinho eu comentei que ela espalhou tantos brinquedos ao mesmo tempo que nem conseguiram brincar com eles direito.
- Mas mamãe, é que eu queria emprestar todos para o Tito, você disse que quando vem um amiguinho aqui eu tenho que deixar brincar com nossos brinquedos.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Flores de luz 2

Outro dia trouxe para casa ikebanas que fiz com a D. Zezé.
- Filha, esta aqui é sua florzinha de luz, onde você colocar?
- De luz, onde acende? Acho que está sem pilha.

Flores de luz

Saí com minha amada amiga septuagenária com um jovial espírito de criança, D. Zezé. Fomos ao posto de saúde entregar suas delicadas ikebanas, feitas cheia de amor. A maioria das pessoas aceita alegremente, os funcionários do posto correm atrás dela e querem pegar várias para colocar em todas as salas possíveis, as crianças chegam eufóricas querendo um arranjo. Mas tem gente que não quer nem saber se suas flores de luz:
- Ah, que pena você não quer, pois você não sabe o que está perdendo.

Qual é o seu nome?

Semana passada pegou o celular e ligou para uma amiga minha, quando percebi, ela estava perguntando o nome da pessoa que atendera a ligação e era minha amiga Dilma! Clarice olhou para mim com uma cara espantada: 
- Mamãe, eu liguei para a presidente, eu liguei para Dilma!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

sábado, 13 de novembro de 2010

Testando

Ouviu uma conversa da mamãe com a amiga Dani, pegou um salaminho no palito e saiu. Voltou com o palito vazio.
- Olha, eu dei um salaminho pro Tito ele comeu tudo e não cuspiu nada.
A Dani me contava que o Tito estava com a mania de cuspir a comida, essas conversas de mamães.

Com teto

- Posso morar na casinha do parque da casa da vovó?

Casulo

No CCBB, depois de almoçar e cheia de vontade brincar nas instalações do Projeto Casulo:
- Mamãe, posso ir agora, eu já almocei tudo?!
- Esta hora o sol está muito forte, vams esperar mais um pouco?
- Mas mamãe, eu nem estou vendo o sol, só nuvens!
 Claro, que eu acabei deixando, fez muito sentido, afinal de contas, o dia estava nublado.

domingo, 31 de outubro de 2010

Querência

O pai indo trabalhar na França  perguntou se ela queria um presente de lá.
- Não, papai, eu quero aquele relógio* que tem ali na farmácia mesmo.

* Um relógio que vem de brinde em um desses produtos infantis.

Esquentando

Foi para nossa cama na hora de dormir:
- Mamãe, vou ficar aqui esquentando o cantinho do papai, tá bom*? Quando eu dormir e aqui já estiver bem quentinho você pode me levar para minha cama e eu durmo lá até chegar um lindo dia amanhã, tá bom*?

*Tá bom?, ela usa essa espressão sempre que está negociando algo com alguém.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Sugestão de leitura

Estou super em falta com o blog, mas estava sem internet em casa e tenho muita preguiça de usar o celular. Bom, o que interessa por aqui são as tiradas e sacadas dos pequeninos, então, quero deixar uma divertida sugestão de leitura para vocês, é o blog Frases de crianças.

Gente, eu conheci esse blog pela Dani, tia do Forte e mãe   do Veloz! Ela sempre aparece com coisas ótimas!

O forte e o veloz

O Gabriel e o Tito estavam tocando o terror no avião quando encontraram uma garotinha igualmente bagunceira, que perguntou:
- Qual seu nome?
Silêncio...
- Eu sou Gabriel, o forte, e este é o Tito, o veloz!

Eu precisava publicar isso aqui no Clarice Fala, o Gabriel é o sobrinho e o Tito o filho da minha querida amiga Dani.


sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Criança vs adulto

Toda sexta-feira na escola é dia de levar brinquedo, compartilhar com os coleguinhas. Semana passada olhou para todos os seus brinquedos e decidiu não levar nada. Tudo bem, respeitamos sua vontade. Na escola, sentou na rodinha do início da manhã e logo comunicou aos amiguinhos (relato da professora):
- Gente*, hoje eu não quis trazer nenhum brinquedo.

Um tempo depois a tia pergunta porque ela não está brincando com os amiguinhos.
- Eu não quero, eu nem trouxe brinquedo, é que agora eu não sou criança, sou adulto, quero ficar aqui te ajudando a recortar.
Outro tempo depois:
- Tia, me dá um colinho?
- Mas adulto não fica pedindo colinho assim na hora da escola.
- É que agora eu sou criança de novo.

* É, minha filha tem essa mania de Velma e ela nem assiste os desenhos do Scooby-doo.

Raciocínio lógico

- Mamãe, vamos comprar dois tênis para o papai.
- Dois? Ele precisa só de um.
- Mamãe! Ele precisa de dois, um encaixa em um pé e o outro no outro pé!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Adivinha quem

- Tem cabelo amarelo, franjinha assim e um montão de tatuagens.
- Não sei, quem é?
- Sabe sim, ela corta cabelo e tem óculos...
- É a Isabella*.

*Ela viu a Isabella Ferrugem uma vez quando foi cortar cabelo comigo e fez essa brincadeira mais de um mês depois!

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Papai palhaço

Acordou com o pai fazendo cosquinhas, depois de passar três dias sem vê-lo:
- Papai, você está está parecendo um palhaço.
- É mesmo, por quê?
- Porque você chegou fazendo um monte de gracinhas!

Adulto

Tentando me convencer a colocar uma forminha cheia de pipocas para fazer um bolo branco no forno de verdade:
- Deixa, mamãe, só hoje, é que eu estou fingindo que sou 'adulto'.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Flor de luz

Hoje ganhamos lindas ikebanas da tia Zezé e da tia Fabiola, eu disse que eram florzinhas de luz que iam encher nossa casa com mais amor, paz e alegria.
- Florzinha de luz, mas cadê a luz? Ela não está 'acendida', onde é que liga, no Sol?
Ela está até agora colocando o arranjo aqui e ali, na janela, no escuro procurando a luz, não adiantou muito dizer que era uma luz invisível e especial.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Diagnosticando o irmão

Chegou correndo a sala de aula e foi contando para a professora:
- Tia, meu irmãozinho está doente.
- Tadinho, o que ele tem?
- Ciúmes.

A ajudante 2

- Clarice, você ajuda a mamãe quando chegar em casa? Ela vai precisar você porque seu irmão está doentinho.
- Ajudo sim.
- Vovó, você vai para minha casa depois, a gente precisa muito da sua ajuda, a mamãe e eu.

A ajudante

- Clarice, você ajuda a vovó?
- Estou ajudando, vovó.
- Como?
- Ficando assim, ó, bem quietinha.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Palavra nova

- ... extremamente...
No sábado, ela disse alguma coisa 'extremamente' alguma coisa, só me lembro do extremamente muito bem articulado com todas as letras, esqueci o contexto.

Super mamãe maravilha

- Papai, você vai ver como a mamãe é forte, ela consegue carregar o Lourenço dormindo e todas aquelas bolsas!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Procurando Nemo

- Onde está a caixinha do dvd do Nemo?!
- Ah, mamãe, o Nemo é assim mesmo, ele se perde.

Esperando a sobremesa

Hoje ganhei um pacote de bombons e disse para Clarice que seria nossa sobremesa de almoço, e enquanto não chega a hora da sobremesa:
- Vou deixar esses bombons aqui na fruteira, eles são amigos das frutas.
- Essa banana quer ser um bombom, mas ela é uma banana.
- 1, 2, 3... 10, 8. Mamãe! Temos oito bombons! Vou comer todos com você.
- Eu vou ficar só segurando, tá bom? 
- Esse bombom está ficando tortinho, acho que quer sair da minha mão.
- Você deixa eu fazer bem ali, uma torre de bombons?

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Loja de pirata

- Mamãe, olha, uma loja de piratas! O que o piranta vende lá?
- Ele faz tatuagens, vende tampão para o olho, gancho para colocar na mão e perna de pau.
- Me leva lá quando eu fizer quatro anos?
- Levo, mas pra que ir a uma loja de pirata?
- Para fazer uma tatuagem, essas outras coisas de pirata eu não quero não.
- Tá bom, eu levo, quando você tiver quatro anos.
- Eu posso fazer uma tatuagem aqui, outra aqui e outra aqui? É que eu não quero nenhuma perna pau.
...
- Ai mamãe, está demorando tanto para eu fazer quatro anos.

A loja de piratas é uma loja de tatuagem perto da escola.

domingo, 29 de agosto de 2010

Ei, você aí

Chamando a atenção da Dani.
- Tia.
- Dani.
- Tia Dani...

Prestenção

No carro, começa a tocar Glory Box, Portishead, fala para a Dani:
- Não fala nada, só escuta, escuta o que vai acontecer nessa música...

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Cuidados de mãe

- Filha, faz um pouco de silêncio, por favor, estou dodói, me ajuda...
- Não se preocupe, você vai melhorar, a vovó é sua mamãe e vai cuidar de você. Eu vou ficar aqui quietinha vendo desenho, tá?

sábado, 7 de agosto de 2010

Trocando brinquedos

Sexta-feira é dia de levar brinquedo para a escola, ontem ela quis levar uma coroa de princesa que já está ficando pequena. Dando aquela espionada pela janela antes de buscá-la ela está toda contente brincando com o Dino Top (um lap top) do coleguinha, ele senta ao lado dela e quer o brinquedo de volta.
- Ah não, deixa eu brincar mais um pouquinho, eu te empresto minha coroa de princesa.
Não foi muito além disso porque chegamos à porta e ela correu para pegar o presente que fez para o papai, mas quem sabe na próxima sexta-feira ela leva alguma coisa mais interessante para a salinha.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Decidida

Ontem, chegamos ao salão e ela foi direto nas gavetas dos esmaltes e foi dizendo para a manicure:
- Quero usar esse.
- Preto? Por que você não pinta de outra cor?
- Hoje eu quero preto, vou ficar com mão de rock'n'roll.

Eu ouvindo as conversas dela como primo

Nessas férias, Clarice brincou muito com o primo Gabriel e eu ouvi cada uma.

- Clarice, o que você fez para ganhar um irmãozinho?
- Minha mamãe que fez na barriga dela e o médico da natação (*) abriu a portinha para ele sair lá no hospital.

(*) Ela conheceu recenemente o obstetra que fez o parto dela na academia de natação.

Mais tarde. Ainda sobre irmãozinhos.

- Quando eu ganhar um irmãozinho eu não quero que ele seja um bebê não, é muito difícil ter um irmão bebê.
- É muito difícil, mas você dá conta. Se ele comer tudinho ele vai crescer bem mais rápido para brincar com você. Não se preocupe, tá? Eu te ensino como é que faz.

É, o Lourenço fica na cola dos maiores, dá um trabalho em alguns momentos.

- Gabriel, essa bicicleta da Barbie foi o 'Loulencinho' que me deu quando ele chegou lá no hospital.
- Eu vou pedir uma bicicleta do Ben 10 para o meu irmãozinho!

Hehehe... meu irmãozinho que se organize e providencie outro sobrinho para mim!

terça-feira, 20 de julho de 2010

Músicas do Lelê

- Eu sei a música do tio Lelê!
...
- Samba lelê tá deonte...
- Na verdade, ele tem duas músicas.
- Esquindô-lelê, esquindo-lelê-lalá...

domingo, 18 de julho de 2010

Pensamento voa

Entro no quarto para uma espiadinha, coisa de mãe, só para olhar as crianças domindo.
- Filha, você está acordada, tão quietinha.
- Estou pensando acordada.
- É, e você pode me dizer no que está pensando?
- Estou pensando em voar.
- Em voar?
- É, voar de avião até lá na praia.

sábado, 10 de julho de 2010

Pegando uma carona

- Mamãe, vamos de bicicleta até a casa do vovô José?
- É muito longe, filha, podemos levar a bicleta no carro.
- Então, vamos de moto?
- Com qual moto se não temos uma?
- Hum, preciso falar com o João Pedro, ele me leva, ele tem uma moto, ele me emprestou 'amanhã'.

Notinhas:
1. João Pedro é o primo de 2 anos que tem uma daquelas motos elétricas.
2. Amanhã pode ser ontem, há algumas horas, há vários dias ou quando ela era bebê.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Por quê?

Por que isso?
Por que aquilo?
Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê?
Clarice não fala mais, só pergunta, sem parar. Sensação que estou a um por que de enlouquecer.

terça-feira, 29 de junho de 2010

O som está acabando

Há algumas semanas uma gripe me pegou, atacou a garganta e eu fiquei sem voz.

- Mamãe, o som da sua cabeça está acabando?
- ???
- O som da sua cabeça deve estar acabando, porque você não está mais conseguindo falar.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Na seleção brasileira

- Mamãe, eu vou ficar aqui só vendo os jogadores na televisão? Eu quero jogar futebol lá na copa do mundo.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Animais de estimação

Conversamos sobre bichinhos em casa, expliquei que não dava para ter um cachorrinho porque nosso apartamento é pequeno e todas as outras justificativas que encontrei na minha cabeça de mãe. Alguns dias depois, Clarice chega com a solução.
- Mamãe, eu acho que nossa casa é bem bem maior, tão tão grande que cabe um hamster... não cabe um cachorro, mas um hamster é bem pequenininho assim, aí para ele a nossa casa fica 'bem mais maior'. Você pode comprar um, igual o Rhino do Bolt?

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Bailarina resignada

Clarice pediu muito para fazer ballet, esperamos alguns meses até surgir uma vaga na escola, onde era mais prático e barato. Três ou quatro aulas depois de começar a frequentar as aulas ela pede para sair.
- Não quero ir para o ballet da escola, é na hora da história.
Tudo bem.
- Quando você e o papai 'terem' dinheiro eu vou no ballet da tia Ju, porque é perto da nossa casa, é depois do almoço e eu não perco a história da escola com meus amiguinhos. Não se preocupe, mamãe, eu espero para ser bailarina.
Juro que deu vontade de espremer mais o bolso e levá-la para o ballet da tia Juana, ela fez uma aula experimental numa academia pequena pertinho de casa, adorou, depois vimos que o preço não cabia no orçamento da nossa família, por enquanto não dá.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

terça-feira, 8 de junho de 2010

Eu não dou conta (eu, a mãe)

- Estou querendo um passeio só de mamãe e papai. 
- ???
- Vai com o papai, só você e ele. Aí eu posso dormir aqui na casa do vovô e da vovó, com os cachorrinhos.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Carta para a vovó

Pegou um papel e "leu" para a vovó: 
- Vovó Tetê, eu te amo muito, você é do meu coração muito feliz. Amo você.
A vovó, preciso contar como ficou?

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Bem pertinho

- Chora não Lourencinho, sou eu a Clarice, sua irmãzinha, eu estou aqui, bem pertinho de você.

Clarice mia

- Vovó, vai almoçar na minha casa.
- Então vai tomar um chazinho comigo.
- E comer milho branco. Milho branco é canjica.
- Olha, um pé côco. Ah, não, é um pé de goiaba.
Ao telefone, ontem, com a vovó, estava tão dengosa que miava. No fim da tarde, a vovó comeu canjica conosco. O miado dessa menina é irresistível.

terça-feira, 1 de junho de 2010

No piquenique

Olhando atenta para a mesa de lanches.
- Filha, você quer um pão de queijo, um sanduíche, um pastelzinho?
- Eu não, a formiga ali que quer.
Parecia coisa de desenho animado, uma formiga grandona, bonitona, cheia de personalidade passeando pela mesa do piquenique, prestes a carregar o maior pão de queijo da cesta. Um adulto, claro, jogou a bichinha fora quando mostramos a convidada natural de piqueniques (acho que ele ficou impressionado com o convite, não podia ter sido enviado a maiores de sete anos). Fizemos piada de adulto. Saí com a menina que cochichou:
- Mamãe, tadinha da formiga, nem comeu, né?

Modos de princesa

No piquenique de aniversário do Tito, levanta a saia e faz pipi, sem nenhuma cerimônia no meio do gramado (bem que podia ter sido num cantinho, atrás de uma árvore).
- Mamãe, molhei a terra, acho que vai nascer uma plantinha.

sábado, 29 de maio de 2010

Alguma coisa

Perambulando pela casa, abrindo portas, gavetas.
- O que foi, filha?
- Estou procurando alguma coisa.
- Que coisa?
- Não sei, eu ainda estou procurando.

sábado, 22 de maio de 2010

Grau de parentesco

- Quando eu ficar bem grande, do seu tamanho, eu vou ser a mamãe do Lourencinho, né?

Bela Branca de Neve Adormecida

Sexta-feira, dia de festa na escola, vai usar fantasia. O pai vai acordar a mocinha que prefere dormir só mais um pouquinho.
- Bom dia bela adormecida...
No carro comenta:
- Mamãe, hoje o papai me chamou de Bela Adormecida, mas eu sei que eu sou a Branca de Neve, olha só o meu vestido.

sábado, 15 de maio de 2010

Se definindo

- Você é uma mocinha muito lindinha!
- Tá bom, mas na verdade eu sou uma princesa.

...

- Menina, você é muito traquinas.
- Papai, eu sou uma artista.

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Explicando arquitetura (ou moda) contemporânea

Pegou a tesoura e cortou o vestido, certamente a mamãe veio com a bronca, os blá-blá-blás e a tola pergunta do que era aquilo que estava aprontando...

- Não fique brava, mamãe, eu fiz só uma janelinha no meu vestido. Olha só, dá para passar o meu dedinho.

Isso aconteceu faz um tempo e lembrei ontem, quando ela quis usar o vestido para brincar e a vó veio com a bronca, os blá-blá-blás e a tola pergunta de como eu deixava a menina sair daquele jeito, maltrapilha, com o vestido rasgado...

- Não está rasgado não, vovó, é uma janelinha que eu fiz com a minha tesoura rosa. Olha só, dá para passar o meu dedinho.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Brasília 50 anos

Passando pelo Eixo Monumetal, à caminho da aula de música:

- Preciso ir à Catedral, lá é uma igreja onde as pessoas colocam as mãos assim e rezam. Depois de rezar quero ir lá no museu. Olha o museu. O que as pessoas fazem no museu?
(explicações da mamãe)
- Olha! O Congresso Nacional! Tem um pratinho para cima e outro para baixo.  Quem consegue lavar esses pratinhos, mamãe? O que as pessoas comem lá?
(filha, perguntas difíceis as suas... juro que eu gostaria de ter as respostas... posso considerá-las retóricas?)

domingo, 11 de abril de 2010

Cowboy vs Pirata

Numa festinha, brincando com um dos coleguinhas.
- Eu sou um cowboy! Aqui é casa do cowboy!
- Eu sou um pirata! Aqui é o navio do pirata!
- Não é navio! É a casa do cowboy!
- É navio de pirata, tem uma prancha! Vou te jogar para os tubarões!
- É a casa do cowboy, o cavalo está lá embaixo e vai comer o tubarão!

O duelo entre o cowboy e o pirata durou mais um pouco e foram brincar de outras coisas.

* A prancha era o escorregador e havia um cavalinho de balanço no parquinho... Clarice era o cowboy e o Bê, era o pirata, para ser mais precisa, ele era o Capitão Gancho.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Gentileza

Um coleguinha da escola me entrega a mochila da Clarice quando vou buscá-la.
- Obrigada, você é muito gentil.
- Eu não sou gentil! Sou um pirata de um olho só, eu sou muito forte e tenho um navio bem grande com uma prancha!

Páscoa 2

O tio chega com mais um ovo de Páscoa.
- O Coelho da Páscoa está muito feliz comigo. Eu mereci outro ovo da Páscoa que ele mandou pelo titio Flávio!

Quem vem lá?

Todos os dias ela sai correndo para chegar à sala do irmãozinho.
- Vem, meu nenenzinho! 
- Olha como ele está alegre! Olha como ele vem bem rápido para me ver!
- Vem, meu nenenzinho bonitinho!

Visita inesperada

- Estou vendo a lua! Ela está acordada junto com o sol! Olha, mamãe, olha! Ela veio nos visitar!

quarta-feira, 31 de março de 2010

Páscoa

- Não precisa se preocupar não, vovó. Eu já tenho um ovo da Páscoa. O coelho enterrou lá na areia da praia. Eu só preciso de um avião para ir até lá buscar.

quarta-feira, 17 de março de 2010

Surpresa!

- É surpresa, oras bolas, surpresa a gente não fala o que é, fala só 'surpresa!'.

Peixinho, que nada!

- Filha, que linda, hoje eu te vi na piscina, você está nadando como um peixinho! Batendo pernas e braços, respirando!
- Na-na-ni-ni-não... estou nadando igual uma baleia. Peixe não precisa respirar fora d'água, é a baleia, mamãe, é a baleia que coloca a cabeça para fora para respirar.

terça-feira, 16 de março de 2010

Aula de astronomia

Estávamos cantando... 'eu tirei um dó da minha viola, da minha viola eu tirei um dó... um ré, mi, fá, sol'...
- Nada disso, o sol é uma estrela e fica no céu não é na viola.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Reciclagem

Pegou um montão de papel toalha no vestiário da natação.
- Filha, lembra que papel é feito de árvore? Precisa economizar.
- Eu sei, mamãe, é que eu vou fazer uma árvore de novo!

Vai um leitinho aí?

Brincando com de mercadinho e casinha. Compra e ferve o leite. Passar de um copinho a outro para esfriar.
- Pronto, o leitinho está morno, pode colocar no seu peito mamãe!

domingo, 7 de março de 2010

Do outro mundo

- Mamãe, esse mundo é cheio de lixo. Vamos para o outro mundo? Lá não tem lixo e é cheio de lagos!

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Diagnóstico

Depois de tirar o gesso, ver o raio-x e ver que o dedão já estava inteiro de novo, o médico recomendou que Clarice não pulasse muito nos próximos dias.
Hahahahahahahahahahahahaha... me dá crise de riso só de lembar.
- Bom, me dá uma receita dizendo o que devo fazer para isso acontecer que eu sigo diretinho.
Clarice largou a maçaneta da porta do consultório:
- Mas médico, meu dedão não está mais dodói, eu já posso pular.
E saiu feito um canguru.

Diversidade

- Mamãe, ele só tem cabelo aqui.
Sussurando e passando os dedinhos por trás das orelhas para me contar, mui discretamente, que o moço que coloca gesso no hospital era careca.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Cadê o papai?

Gritando na porta do banheiro.
- Papai, onde está você?
- No banho.
- Papai, você está no parque da cidade?
- Nããão. Estou no banho.
- Você está tomando banho de cachoeira?
- Nããão.
- Você está tomando banho de chuva?
- Nãããão.
- Você está tomando banho de água?
- Éééé, água do chuveiro.
- Então eu quero tomar banho também.
Coloquei a proteção no gesso. Tomou banho com o pai. Uma bagunça. O gesso todo molhado. Trocar ou não trocar pela terceira vez? Faltam sete dias.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Mandando notícias

 - Oi papai, eu machuquei o pé, quebrei o dedão, fui com a mamãe e a vovó no hospital, não tomei injeção, mas fiz um curativo bem grandão... beijo, tchau.

Isso aí, ela quebrou o dedão do pé.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Quem é ela

Chega a Fabiola na festinha da Clarice:
- Oi Clarice, blá, blá, blá...
Ela escutando.
- Eu nunca mais fui te visitar na sua escola.
- Ah, é a tia Fabiola!!!!!

Quem sou eu

A Cíntia:
- Clarice, o Guigui acha que você é uma fofucha!
- Mas eu não sou fofucha, sou princesa!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Volta às aulas 2

- Vamos à feira comprar uma mochila nova?
- Não, eu gosto muito da minha mochila velhinha da Pucca.

Volta às aulas

Chegou à escola perguntando:
- Cadê a Tia Dalva? Professora do ano passado.
- Ela foi para a outra escola. Respendeu a nova professora.
- Então você é a tia nova? Eu sou a Clarice!
Deu um beijo e foi correndo encontrar os amiguinhos.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Olha a gula 2

Hoje, a vovó almoçou conosco e tinha sorvete de sobremesa. E lá vem vovó da cozinha, balançando uma colher apressando a neta que estava enrolava para almoçar. Colocou a colher em cima do pote de sorvete:
- Eu já almocei, posso tomar meu sorvete, hummm, deve estar uma delícia.
A colher ficou. Depois de uma garfada na beterraba (hoje ela mereceu o sorvete, comeu beterraba e brócolis sem reclamar e sem ser batido na sopa do jantar), ela pegou a colher:
- Vovó, vou segurar sua colher, só um pouquinho tá? Só segurar.
E garantiu que aquela vovó sapeca não tomaria o sorvete antes dela!

Olha a gula

Fim do parabéns. Olha para a tábua do bolo.
- Só sobrou um pedaço do bolo! Comeram tudo!
A sobra ainda rendia quatro pedaços bem caprichados... que gula.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Querências

- Mamãe, na minha festa vai ter pipoooca, booolo, brigadeeeiro, sopa de 'abóóóbula' e tatuagem de golfinho.

Pressa

- Eu já tenho 3 anos?

Essas unhas

- Esta minha unha está muito tortinha.
- Ok, vamos passar uma lixinha para acertar.
- Não, eu preciso ir ao salão de beleza. Lá corta cabelo e arruma a unha também!

domingo, 17 de janeiro de 2010

Compartimento secreto

Achou uma balinha de morango na fruteira (de onde veio a dita cuja? coisas do pai, certamente).
- Guarda no bolso, só pode comer depois do almoço! Diz a inconformada mãe sem perceber um detalhe.
- Minha roupa não tem bolsinho. Mas não tem problema, mamãe, eu guardo aqui no meu umbiguinho.
Guardou dando um jeito na camiseta e prendendo na bermudinha. A balinha se perdeu e ficou esquecida depois de uma manhã de brincadeiras.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Organizando o aniversário

- Filha, você quer sua festa da Moranguinho?
- Não. Eu quero de planetas.
- Planetas?
- É. Planetas e estrelinhas.
- Deixa eu pensar. Que difícil. Como vou fazer?
- Coloca umas bolas, mamãe. Planetas são bolas e estrelinhas são brilhinhos. Você usa cola com tinta. Eu te ajudo, tá?
Tá bom, isso porque só viu o Mr. Maker, imagino o que será da minha vida quando ela vir a série Cosmos...

2+1

- Eu tenho 2 anos. Quando passar minha festa de aniversário eu vou ficar com 3 anos!

No restaurante

Ontem, no restaurante onde costumamos tomar uma sopinha gostosa, Clarice pegou a comanda onde o garçom anota o que consumimos e "leu":
- Uma sobremesa porque eu comi a sopa toda e fiquei forte e 'saudávil'.
Faz um tempo Clarice pega qualquer coisa com letrinhas e começa a ler.

Faro fino 2

Espirrei o desodoranta do André no banheiro para ver se eu encarava pegar emprestado até comprar um para mim, a idéia não foi adiante mas o cherinho ficou no ar. Clarice passou ali perto - bom, aqui em casa é tão pequeno que tudo é perto de tudo - parou, fez uma cara desconfiada e disse com jeito de detetive:
- Esse cheirinho é do papai! Onde ele está?

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Faro fino

Acordou, o pai estava no banho, pulou na cama, deitou-se ao meu lado, escondeu-se embaixo do travesseiro do papai:
- Hum, esse cheirinho é do papai, tão bom...
O pai volta do banho:
- Papai, sua almofada (o travesseiro) está com cheirinho de você!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Ano novo

Passamos tanto tempo com a família reunida que há muito para escrever aqui, será que consigo lembrar? Farei um exercício, a memória anda fraca e Clarice falou tanto com os primos, avós, tios...

O lance é que esta semana ela deseja para todo mundo um feliz ano novo!
Vovó vai embora e ela da janela grita:
- Tchau, vovó! Feliz ano novo! Eu te amo!