Páginas

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Resignação

Clarice estava chateada porque o pai não saiu do 'lugar dela' no sofá. Foi para a outra sala, pegou seu violão e...
Esse é o meu lugaaarrrr. Eu quero sentaaarrrr. Dá licença, é o meu lugaaaarrrr. Eu quero sentaarrrr.
Depois do momento de resignação o pai cedeu o lugar, tocado pela canção da filha, claro. Ela sentou por dois segundos (no máximo) e foi embora brincar.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Sobre lagartas e borboletas

Hoje, a pequenininha do parquinho espantou as crianças grandes. Apareceu uma lagartinha de fogo, daquelas peludinhas. Todo mundo em pânico, as crianças queriam enterrar a lagartinha. Clarice correu para socorrer o bichinho:
- Não faz isso. Ela vai virar borboleta!
- Ela é uma lagarta de fogo.
- Ela é uma lagarta peludinha. Vem cá. 
E deixou a lgarta subir no dedinho, ir para a mãozinha.
- Hihihi, faz cosquinha.
Levou a lagartinha peludinha para a grama, do outro lado da cerca.
- Viu, ela é amiga, não morde não.
Confesso que mistura um pouco de orgulho e asco... eu que não pego numa lagartinha, argh! E as outras crianças ficaram com uma cara de 'eu-hein'.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Papai Noel 4

Foi falar novamete com o Papai Noel.
- O que você quer de presente do Papai Noel?
- Eu já ganhei. Você deixou na casa da vovó. Muito obrigada. 
- Ah, tudo bem. Aqui está uma balinha.
- E você já deixou também a massinha que o titio Flávio pediu pra mim.
Esse Papai Noel está tão velhinho que nem lembra mais o que anda fazendo...

Aumentando a família

- Eu quero outro irmãozinho.
- Por que? Pergunta a vovó.
- Eu quero um irmãozinho grande. 
- Mas o Lourenço está crescendo.
- Está nada, ele é sempre o um bebezinho.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Papai Noel 3

- Quero falar com o Papai Noel de novo.
...
- Para avisar que eu quero um patinete do Hot Wheels.

Isso que dá a mamãe aqui ficar ensinando que as coisas são de menino e menina, que não tem problema menina brincar de carrinho e nem menino brincar de boneca. Ela está aqui, brincando com seus carrinhos que às vezes viram tic tacs e ficam enrolados no cabelo dela.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Papai Noel 2

Foi ao shopping com o papai e a titia.
- Mamãe, falei com o Papai Noel. Pedi um patinete.
- Que legal. Será que ele vai te dar um?
- Vai sim. Mas hoje ele me deu pirulito.

Papai Noel

- Mamãe, vou falar  com o Papai Noel. Vou pedir um patinete.
- Mas você não queria um patinete só no seu aniversário de três anos?
- É, mas no Natal também tem presente.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Alegria

Lourenço rindo, melhor, gargalhando.
- Mamãe, ele está cheio de alegria. A alegria está lá dentro dele, bem dentro da barriga indo até o pé.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Telefone

Na casa da vovó.
- Clarice, para você, é o João Guilherme.
- Oi João Guilherme. Tudo bem?
...
- Hoje não posso. Vou brincar na casa do Fernando.

domingo, 29 de novembro de 2009

Casa nova

Mostrando o quarto novo para o primo Gabriel.
- E esse é o meu quarto novo, ele é lindo. Olha o espelho. Olha a cama de princesa. Olha o baú cheio de brinquedo. O berço do Loulencinho. Aqui acende a luz, tem pilha, ó, tá funcionando.

Calma aí

- Loulenço, calma, não chora não. Já estamos chegando na casa da bisa, o João Pedro está lá, tem lanche, tem bolo, tem festa...

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Estranho no ninho

Chegando em casa, no primeiro dia de trabalho da nova ajudante:
- Mamãe, tem uma pessoa estranha aqui na nossa casa.
- Ah, filha, essa é a D. Neuza, ela veio nos ajudar a arrumar a casa.
- É, nossa casa estava muito suja e bagunçada.
Depois dessa eu podia mudar o título do post para 'estranho no chiqueiro'...
...
D. Neuza pede para eu ver se a casa está do 'meu agrado'. Para mim, tudo ótimo, para a Clarice:
- Este balde (tummy tub) não fica aqui fica no banheiro. D. Neuza, tem que guardar o balde no banheiro tá?
- Mamãe, quem colocou a gaita na minha casinha de madeira?
Sei lá, como você viu que a gaita está ali? Pensei.
- D. Neuza, a gaita não fica dentro da casinha, tá? Fica ali na estante.
...
Meia hora depois, estava super amiga da D. Neuza. Tocou gaita para ela, convidou para dançar...

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Que dia lindo

Eu, na maior das preguiças para acordar. Ela, para ao meu lado sorrindo e complementa o carinho que o papai está fazendo até a senhora preguicilda aqui acordar.
- Mamãe, o dia está lindo.
Eu até me animo. Mas logo a conversa continua.
- Eu fiz cocô na fraldinha.
E assim comecei este lindo dia ensolarado.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

De quem é esse cotovelo aqui?

Brincando, antes de dormir, escondida nos travesseiros da minha cama.
- De quem é esse cotovelo aqui?
- Não sei não.
- É do Lourencinho?
- Nããão, ele está dormindo no berço.
- É do papai?
- Nãããão, ele está tomando banho no banheiro.
- É do vovô?
- Nãããão, ele está na casa dele.
- É do João Pedro?
- Nããão, ele está na casa dele.
- É da titia Fabiana?
- Nããão, ela está na casa do João Pedro.
- É da tia Elen?
- Nããão, ela está na piscina da natação.
- É da tia Dalva?
- Nããão, ela está na escola.
- É do Bê?
- Nããão, ele está na escola.
- É do Bruno?
- Nããão, ele está viajando de avião.
- É da Jéssica?
- Nããão, ela está em Brasília (detalhe a brincadeira foi em casa, depois das férias)
- É da lesma do mar? (ela viu algumas no passeio pelos corais)
- Nãããão, ela não tem cotovelo.

Hora do almoço

Uma semaninha de férias, presentinho de aniversário para mim. Muito sol, mar e piscina. Hora de planejar o almoço para dar conta dessa vida.
-  Filha, o que você vai querer almoçar?
- Eu quero 'lasgosta'.
E assim o chef do restaurante fez uma deliciosa lagosta, especial para a criança. Ele gostou tanto da nova cliente que nem cobrava os pratos dela.

É um perigo fazer essa pergunta para nossa pequena de paladar exigente. Ainda bem que minhas sopas continuam agradando (vez e outra ela pede para ir no restaurante verde)!

Aconteceu parecido algumas semanas atrás, num desses dias em que eu não queria cortar nenhuma cebola. Fomos almoçar no shopping. No elevador, o pai faz a mesma pergunta e escuta:
- Camarão. Camarão bem grandão.

Para terminar, a moda agora é comida japonesa, desde que iniciou com  os pauzinhos e deliciou-se com seu primeiro sashimi de salmão, vive pedindo para ir ao restaurante japonês, puxando os olhinhos com dedos. Ai, ai... o que esperar do pequeno, iniciado há menos de um mês nessa vida gastronômica?

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

domingo, 1 de novembro de 2009

O velho r'n'r

- Mamãe, estou chateada. Triste.
- Que foi?
Suspira, sai quase se arrastando de tanta tristeza.
- Preciso do meu violão. Vem cantar um rock'n'roll comigo.

Nos 80 anos da bisa

As igrejas evangélicas são muito evoluídas no quesito musical, ninguém duvida. No culto em comemoração aos oitenta anos da bisa, tocaram os músicos da igreja e até uma participação especial do Tio Paulo e do Rafael. Mas como não era uma apresentação de música gospel mas um culto chegou a hora do pastor falar. Até então Clarice estava feliz da vida com os instrumentos e com a música.
- Mamãe, cadê a música?
- Depois a gente canta mais, é hora do pastor falar.
- Posso cantar?
- Depois... shiiiii...
Um depois muito do breve.
- O sapo não lava o péééé!
A aniversariante, com sua sabedoria e calma octagenária, adorou... disse que das melhores coisas foi ver os bisnetos na igreja, canatando e correndo pela igreja. Como ela disse:
- É criança, é assim mesmo, cheia de energia. Cantamos para nos aproximar de Deus e a música que ela sabe é a do sapo, Deus entende.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Irmã mais velha

Papai falando sério com o Lourenço e o pequeno às gargalhadas.
- 'Loulenço', papai está bravo com você, ele não está brincando, não é para rir.
Mais risadinhas e gargalhadas.
- Papai, não está dando certo, não fica bravo, ele está muito feliz.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Cuidando da mamãe

- Mamãe, coloca o filme do Nemo. Eu quero sem barracuda.
- Filha, mas tem barracuda e tubarão no filme.
- Tubarões são amigos, mas a barracuda come mamães. Ééééé simmmmm, ela comeu a mamãe do Nemo.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Primavera, estação dos besouros

Clarice está adorando a primavera. Não pelas flores ou pelos ipês coloridos mas pelos besouros de vários tamanhos e cores. Voltando da escola, viu um, dos grandões com aquelas três antenas esquisitas, balançando as patinhas para o alto. Obviamente, ela foi salvá-lo e o monstrengo primaveril grudou nos dedinhos da minha florzinha, aguardando um grito de susto o pai escutou:

- Olha papai, ele me abraçou!

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

O mistério das idades

Há algum tempo fomos à festinha de aniversário de um amiguinho* da Clarice.
- Que legal, você tem cinco anos e a Clarice cinco meses!
- Ah, quando eu fizer seis ela vai fazer seis meses?

Foi papeando com a mãe desse amiguinho queridíssimo hoje que lembrei dessa conversa aí. Essas crianças são demais!
*Não citei o nome do amiguinho para preservar sua identidade.

Brincando com o irmãozinho

- Loulencinhoooo, tititititi... Você é meu filhotinho... tititititi....
- Mamãe, ele está rindo pra mim. Hihihi...
- Filhotinho, tititititi....

Bichinhos da primavera

Ontem, Clarice chega da escola me mostrando um palitinho marrom meio torto:
- Hum, que é isso filha?
- Um grilo.
- A perninha do grilo?
- Mamãe, é uma cigarra... caiu a perninha da cigarra, cri, cri, cri. Você pode pegar uma cola para consertar?
- Mas cadê o corpinho da cigarra? Perguntar para quê?
- Aqui, olha só, vamos colar?
 ....
Dá um beijinho, faz carinho, arruma uma casinha para ela.
O pai disse que ela veio acariciando e beijando a dona cigarra o caminho todo de volta da escola.
Não foi possível consertar a cigarra, mas ela está ali, habitando nosso pé de mexerica.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Debulhando feijão

Outro dia na casa do vovô Joaquim, Clarice pegou um punhado de vagens de feijão verde e foi debulhar... que diversão, ótimo para a coordenação motora também. Em uma das vagens, claro que uma das eu peguei, tinha uma lagartinha:
- Ih, filha, essa aqui não está boa... Fiz cara de asco.
- Por que não está boa? Ah, tem uma lagartinha mamãe! Olha só que bonitinha, ela é bem verdinha. Tá boa sim, a lagartinha está comendo!

Passou um tempão levando a lagartinha que comia feijão para um lado e outro.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

No banho

- Sabe aquele creme colorido lá no alto? É da mamãe, do papai, do Lourencinho e da Clarice. Tooooodo mundo pode brincar com ele. Pega pra mim, por favor?

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Limãozinho

No caminho para o parquinho ela encontrou um limãozinho caído na calçada:
- Posso levar pro parquinho?
- Claro.
No parquinho uma menina brinca com seus baldinhos e pás. Clarice foi sem seus apetrechos para brincar na areia, estavam todos no carro da vovó que não estava conosco. Correu e foi se apresentando toda contente:
- Oi amiguinha, meu nome é Clarice, eu tenho dois anos (mostra os dedinhos), vamos brincar?
- Não e você não pode pegar meus brinquedos.
Eu, com meu coração partido, escuto:
- Mamãe, hoje eu vou brincar com o limãozinho.
Saiu correndo, subiu no escorregador, escorregou o limãozinho, escorregou atrás. Passou mais de uma hora brincando com o seu amiguinho verde. No balanço, no gira-gira, na casinha, fazendo dele um submarino no mar de areia...
- Filha, hora de ir para casa, vamos tomar banho e fazer uma sopa.
- Esse limãozinho está muito sujo, precisa tomar banho. 
Limãozinho foi para a banheira com ela.
- Mamãe, eu não gosto de sopa. Estou com fome de suco de limão.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Descendo as escadas

Domingo, dia de brincar na casa do vovô. Uma tempesdade e, acabou a luz. Estava descendo a escada com vovó e grita:
- Está escuro! A luz acabou! Alguém precisa comprar pilhas para esta escada!

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Saudade

No carro, a caminho do aeroporto para buscar o pai que passou a semana fora:
- Estou com muita, muita saudade.
- Que lindo filha, está com muita saudade do papai?
- Do papai não. Do vovô.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Gêneros

Brincando com Clarice e Lourenço.
- Eu amo essas minhas crianças!
- Mamãe, ele é crianço!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Sim, ela fala

Sim, Clarice fala, muito. É uma delícia ouvir sua voz fina, quando conversa comigo, sozinha ou dormindo. Sua primeira palavra, obviamente, foi mamãe. Papai, avós e tios me desculpem mas é o que tenho em minha memória! Desde que começou a balbuciar seus mememês, mamamás, gugus, agus não parou mais. Em março de 2008, já tinha um rico vocabulário, veja o que escrevi no outro blog Conversando com Clarice, se já era bom falar com ela naquela época, imagina agora depois dos dois anos e meio! Por isso, decidi fazer esse blog, para registrar as coisas que ela diz, que conversamos e cantamos.